Publicidade

Afghan Hound, o Galgo Afegão

Publicidade

Atualizado em 15 de novembro de 2023

Informações Gerais do Afghan Hound

O Afghan Hound é a elegância personificada. Esta antiga raça de cachorro é única e possui uma aparência diferente de qualquer outra raça. Sua pelagem é notável e sedosa, possui aparência exótica e magra, um verdadeiro modelo. Olhando à parte, os criadores de Afegãos descrevem este cão como indiferente e engraçado.

Vindo do Afeganistão, onde o nome original da raça era Tazi, entende-se que o Afegão tem origem na era pré-cristã e é considerado uma das raças de cães mais antigas. Embora sejam cães de raça pura, você pode encontrar os Afegãos Hounds em abrigos ou sob os cuidados de grupos de resgate. Se este é o tipo raça que você procura, sempre que possível opte por adotar!

Carinhosos e adaptáveis, esses cães se dão bem em qualquer tamanho de casa com qualquer tamanho de família. Dito isso, você precisará investir um pouco de tempo mantendo essa pelagem luxuosa, sem mencionar a grande quantidade de exercícios necessários para lidar com seus altos níveis de energia. Se você puder fornecer todos os cuidados de que eles precisam, você terá uma companhia amorosa que certamente chamará a atenção com sua belíssima aparência.

Veja todas as características do Galgo Afegão abaixo!

Característica da raça Afghan Hound

Adaptabilidade

  • Bom para apartamento

    Ao contrário da crença popular, uma raça de cachorro pequeno não é necessariamente ideal apartamento. Muitos cachorros pequenos têm alta energia e latem por qualquer coisa.
    Ser tranquilo, ter baixa energia, ser razoavelmente calmo dentro de casa e educado com os outros moradores são todas ótimas qualidades de um cachorro para apartamento.

  • Bom para tutores iniciantes

    Alguns cães são simplesmente mais fáceis de lidar do que outros; eles treinam melhor e são bastante descontraídos. Eles também são resilientes o suficiente para se recuperar de seus erros ou inconsistências.
    Os cães que são altamente sensíveis, de pensamento independente ou assertivos podem ser mais difíceis de lidar para os criadores de cachorro iniciante. Você encontrará a melhor opção se levar em consideração sua experiência como tutor de cães ao escolher seu novo pet.

  • Nível de Sensibilidade

    Alguns cães não dão a mínima para o que está acontecendo a sua volta, enquanto outros levam até mesmo um olhar diferente a sério.
    Cães de baixa sensibilidade, também chamados de “descontraídos”, “tolerantes”, “resilientes” podem lidar melhor com uma casa barulhenta e caótica, onde tutor possui uma rotina inconsistente ou variável. Você tem filhos pequenos, dá muitos jantares ou leva uma vida agitada? Portanto, escolha um cão de baixa sensibilidade.

  • Gosta de ficar sozinho

    Algumas raças de cachorros têm laços estreitos com a família e são mais propensas a se preocupar ou até mesmo a entrar em pânico quando deixadas sozinhas pelo tutor.
    Um cão ansioso pode ser muito destrutivo — latindo, choramingando, mastigando e causando confusão de outras formas. Essas raças se dão melhor quando um membro da família está em casa durante o dia ou se você pode levar o cão para o trabalho.

  • Tolerância ao frio

    Raças com pêlos muito curtos e pouco ou nenhum subpêlo ou gordura corporal, como Galgo inglês, são vulneráveis ao frio.
    Os cães com baixa tolerância ao frio precisam viver dentro de casa em climas frios e devem ter uma jaqueta ou suéter para passeios no frio.

  • Tolerância ao calor

    Cães com pelagem dupla grossa são mais vulneráveis ao superaquecimento. O mesmo ocorre com as raças com nariz curto, como Buldogues ou Pugs, já que não podem ofegar para se refrescar.
    Se você quer uma raça sensível ao calor, seu cão precisará ficar em casa com você em dias quentes ou úmidos, e você precisará ser extremamente cauteloso ao exercitar seu cão durante climas mais quentes.

  • Territorialista

  • Cão de guarda

Nível de afeição

  • Afetuoso com a família

    Algumas raças de cachorros são independentes e indiferentes, mesmo que tenham sido criadas pela mesma pessoa desde a infância; outros estão intimamente ligados a uma pessoa e são indiferentes a todas as outras; e alguns distribuem carinho para toda família.
    A raça não é o único fator que influencia os níveis de afeição; cães que foram criados dentro de uma casa com pessoas ao redor se sentem mais confortáveis com o contato humano e se relacionam com mais facilidade.

  • Adequado para crianças

    Ser gentil com crianças, forte o suficiente para lidar com mãos pesadas e abraços que eles podem dar e ser indiferente em relação a crianças correndo e gritando são características que tornam um cão amigável para crianças.
    Você pode se surpreender com quem está nessa lista: Boxers de aparência feroz são considerados bons com crianças, assim como o American Staffordshire Terriers (que são considerados Pit Bulls). Cães pequenos, delicados e potencialmente mal-humorados, como os Chihuahuas, nem sempre são adequados para a família.

  • Amigável com estranhos

    Cães amigáveis com estranhos irão saudar os hóspedes com focinhos e rabos abanando; outros são tímidos, indiferentes ou até agressivos.
    No entanto, não importa a raça, um cão que foi socializado e exposto a muitos tipos, idades, tamanhos e formas diferentes de pessoas quando filhote responderá melhor a estranhos quando adulto. Lembre-se de que mesmo cães amigáveis devem permanecer em uma coleira boa e forte quando estiver em público.

  • Amigável com crianças

  • Amigável com gatos

  • Amigável com cães

  • Necessidade social

Higiene e Saúde

  • Fácil de cuidar

    Algumas raças necessitam de uma escovada e pronto; outros requerem banhos regulares, tosquia e outros cuidados apenas para se manterem limpos e saudáveis.
    Considere se você tem tempo e paciência para um cão que precisa de muitos cuidados ou dinheiro para pagar outra pessoa para fazer isso.

  • Problemas de saúde

    Devido a práticas de criação inadequadas, algumas raças são propensas a certos problemas genéticos de saúde, como displasia de quadril. Isso não significa que todos os cães dessa raça desenvolverão essas doenças; significa apenas que eles correm um risco maior.
    Se você está adotando um filhote, é uma boa ideia descobrir quais doenças genéticas são comuns à raça em que você está interessado. Você também pode perguntar ao criador ou abrigo se possuem informações sobre a saúde física dos seus filhotes, pais e/ou outros parentes.

  • Ganho de peso

    Algumas raças possuem apetites saudáveis e tendem a engordar com facilidade. Como em humanos, o excesso de peso pode causar problemas de saúde dos cães. Se você escolher uma raça que tem tendência a engordar, precisará limitar as guloseimas, certificar-se de que ela faça exercícios o suficiente e medir suas porções diárias de comida em refeições regulares, em vez de deixar comida disponível o tempo todo.
    Pergunte ao seu veterinário sobre a dieta do seu cão e o que eles recomendam para alimentá-lo e mantê-lo com um peso saudável. O ganho de peso pode levar a outros problemas de saúde ou agravar problemas como a artrite.

  • Queda de pelo

    Se você for dividir sua casa com um cachorro, precisará lidar com algum nível de pelos de cachorro em suas roupas e em sua casa. No entanto, a eliminação varia muito entre as raças.
    Alguns cães eliminam durante todo o ano, alguns “soltam” sazonalmente, alguns fazem as duas coisas e alguns quase não eliminam. Se você for o tipo de pessoa compulsiva por limpeza, precisará escolher uma raça com pouca queda ou mudar seus padrões.

  • Tendência a babar

    Cães com tendência a babar podem enrolar cordas de baba em seu braço e deixar manchas grandes e úmidas em suas roupas quando vierem dizer olá.
    Se você tem uma atitude descontraída em relação à baba, ótimo; mas se você for um compulsivo por limpeza, você pode querer escolher um cão com baixa classificação no departamento de baba.

  • Tamanho

    Os cães vêm em todos os tamanhos, desde o menor cão do mundo, o Chihuahua, até o imponente Dogue Alemão. A quantidade de espaço que um cão ocupa é um fator chave para decidir se eles são compatíveis com você e seu espaço.
    Raças de cachorros grandes podem parecer avassaladoras e intimidantes, mas algumas delas são incrivelmente doces! Dê uma olhada em nossa lista de raças de cachorros e encontre o tamanho ideal para você!

Treinabilidade

  • Facilidade de treinamento

    Cães fáceis de treinar são mais hábeis em formar uma associação entre um comando (como a palavra “sentar”), uma ação (sentar) e uma consequência (receber um petisco) muito rapidamente. Outros cães precisam de mais tempo, paciência e repetição durante o treinamento.
    Muitas raças são inteligentes, mas abordam o treinamento com uma pergunta “O que eu ganho com isso?”, nesse caso você precisará usar recompensas e jogos para ensiná-los a atender às suas solicitações.

  • Inteligência

    Os cães criados para tarefas que exigem tomada de decisão, inteligência e concentração, como pastorear o gado, precisam exercitar o cérebro, assim como os cães criados para correr o dia todo precisam exercitar o corpo. Se não receberem o estímulo mental de que precisam, farão seu próprio trabalho — geralmente com projetos de que você não vai gostar, como cavar e mastigar.
    O treinamento de obediência e os brinquedos interativos para cães são boas maneiras de exercitar o cérebro de um cão, assim como os esportes e as profissões caninas, como agilidade e busca e resgate.

  • Instinto de caça

    Os cães criados para caçar, como os terriers, têm um desejo inato de perseguir — e às vezes matar — outros animais. Qualquer coisa que passe zunindo, como gatos, esquilos e talvez até carros, pode ativar esse instinto. Os cães que gostam de perseguir precisam ser controlados ou mantidos em uma área cercada quando estiver ao ar livre, e você precisará de uma cerca alta e segura em seu quintal.
    Essas raças geralmente não são adequadas para lares com animais de estimação menores que podem parecer presas, como gatos, hamsters ou cachorros pequenos. Por outro lado, raças que foram originalmente usadas para caça de pássaros geralmente não perseguem, mas você provavelmente terá dificuldade em chamar a atenção deles quando houver pássaros voando.

  • Tendência a latir

    Algumas raças surgem com mais frequência do que outras. Ao escolher uma raça, pense na frequência com que o cão vocaliza com latidos ou uivos. Se você está considerando um cão de caça, você consideraria seus uivos como agradavéis ou pertubadores?

    Se você está considerando um cão de guarda, uma cidade cheia de “estranhos” suspeitos colocará seu filhote em alerta permanente?
    A vida selvagem local literalmente deixará seu cão selvagem?

    Você mora em uma casa com restrição de barulho? Você tem vizinhos próximos? Então você pode escolher um cão mais “quieto”.

  • Desejo de viajar

    Algumas raças são mais espirituosas do que outras. Cães nórdicos como os Huskys siberianos foram criados para percorrer longas distâncias e, se tivessem a chance, fugiriam atrás de qualquer coisa que despertasse seu interesse.
    E muitos cães simplesmente seguem seus narizes — ou aquele coelho que acabou de cruzar o caminho — mesmo que isso signifique deixar você para trás.

Necessidades físicas

  • Nível de energia

    Cães de alta energia estão sempre prontos e esperando por ação. Criados originalmente para realizar algum tipo de trabalho canino, como pegar caça para caçadores ou pastorear o gado, eles têm resistência para um dia inteiro de trabalho. Eles precisam de uma quantidade significativa de exercício e estimulação mental, e é mais provável que passem o tempo pulando, brincando e investigando novos locais e cheiros.
    Cães de baixa energia são o equivalente canino de um preguiçoso satisfeito em cochilar o dia todo. Ao escolher uma raça, considere seu próprio nível de atividade e estilo de vida, e pense se você achará um cão alegre e enérgico revigorante ou irritante.

  • Necessidades de exercício

    Algumas raças se dão bem com um lento passeio noturno ao redor do quarteirão. Outros precisam de exercícios diários mais intensos, especialmente aqueles que foram originalmente criados para trabalhos fisicamente exigentes, como pastoreio ou caça.
    Sem exercício suficiente, essas raças podem ganhar peso e liberar sua energia reprimida de maneiras que você não irá gostar, como latir, mastigar e cavar. As raças que precisam de muito exercício são boas para pessoas ativas ao ar livre ou interessadas em treinar seu cão para competir em um esporte canino de alta energia, como agilidade.

  • Gosto por brincadeiras

    Alguns cães são eternos filhotes — sempre implorando por uma brincadeira — enquanto outros são mais sérios e calmos. Embora um filhote de cachorro brincalhão pareça cativante, considere quantos jogos de buscar você quer jogar a cada dia e se você tem filhos ou outros cães que podem ser companheiros de brincadeira para o cão.

Estatísticas vitais da raça Afghan Hound

Grupo da Raça

Cães de Caça

Altura

63cm a 74cm

Personalidade

Extrovertido, Sociável, Brincalhão, Inteligente, Amigável, Ativo

Peso

23 kg a 30 kg

Expectativa de vida

10 a 13 anos

Mais sobre a raça Galgo Afegão

O Galgo Afegão foi usado originalmente para caçar grandes presas nos desertos e nas montanhas do Afeganistão, onde seu pelo abundante e esvoaçante era necessário para o calor. O Afegão era altamente valorizado por sua habilidade de correr — rápido e por grandes distâncias — corajosamente segurando animais perigosos, como leopardos, até que seu caçador a cavalo o alcançasse. O Afegão também foi valorizado por sua capacidade de pensar e caçar de forma independente.

Nos dias atuais o Afghan Hound não está caçando leopardos, mas mantém a natureza independente de um cão de caça. Um filhote de cachorro afegão busca ansiosamente o afeto de membros da família, assim como filhotes de qualquer outra raça, mas esse comportamento de filhote pode enganar tutores desavisados. As travessuras de cachorrinhos fofos diminuem à medida que o afegão amadurece. Um Galgo Afegão adulto não dá atenção a ninguém e às vezes nem quer ser abraçado ou acariciado. Com pensamento livre e independente o Afegão decidirá por si mesmo quando irá querer afeto e será nos termos dele — não nos seus.

afegao hound
Afegão Hound deitado.

Independência e indiferença à parte, o Afghan Hound é carinhoso quando deseja e pode ser muito divertido. Muitas vezes citado como “palhaço” por sua afetuosa família, o Afghan Hound é conhecido por ser travesso e são inúmeras as histórias sobre a capacidade desta raça de roubar objetos debaixo do nariz de membros da família, chegando mesmo a abrir gavetas da cômoda e arrancar roupas.

Com a capacidade de ver distâncias muito maiores do que os humanos, e de girar em torno das articulações do quadril lhe permitem cobrir o terreno de forma rápida e fácil para evitar obstáculos, o afegão é natural de um esporte chamado curso de isca. No curso de isca, os cães perseguem sacolas plásticas que são usadas para criar o efeito de fuga de caça. Esta competição testa a habilidade do cão de caçar com a visão e o instinto básico de corrida. Em 1972, a American Sighthound Field Association (ASFA) iniciou e continua até hoje a operar e supervisionar um programa muito apreciado por tutores e cães.

Seja competindo em um evento de corrida ou curtindo a vida como um companheiro brincalhão da família, o Afghan Hound é uma raça de cachorro única.

O que devo saber sobre a raça Afghan Hound?

  • O cuidado é essencial. Somente aqueles que realmente gostam de tosar ou estão dispostos a pagar um profissional para fazê-lo, devem considerar um Afghan Hound.
  • O instinto natural de caça do afegão o leva a perseguir uma presa (o gato do vizinho, o coelho do seu filho, o hamster da terceira série, etc.).
  • O Afghan Hound pode ser difícil de treinar devido à sua natureza independente. O treinamento pode levar muito tempo e requer paciência. O treinamento doméstico pode ser difícil. Essa raça pode continuar tendo acidentes dentro de casa até os seis meses de idade.
  • A raça Afghan Hound tem uma baixa tolerância à dor. Um pequeno ferimento é mais incômodo para esta raça do que para outras, e este cão às vezes pode parecer chorão ou manhoso.
  • Os Afghan Hounds são sensíveis e espirituosos e não respondem bem a atitudes mais bruscas — então seja gentil.
  • Embora esta raça em particular seja geralmente boa e até mesmo amorosa com crianças, é melhor se o filhote crescer com as crianças com quem vai viver e as crianças forem maduras o suficiente para entender a importância de ter consideração pela natureza sensível deste cão.
  • Para adotar um cão saudável, nunca compre um filhote de um criador irresponsável, fábrica de filhotes ou pet shop. Procure um criador de boa reputação que teste seus cães reprodutores para ter certeza de que estão livres de doenças genéticas que podem passar para os filhotes e que têm temperamentos saudáveis.

História e origem do Afghan Hound

O Galgo Afegão vem do Afeganistão, onde o nome original da raça era Tazi. Há muito que se acredita-se que a raça remonta à era pré-cristã. Pesquisadores de DNA descobriram recentemente que o Afghan Hound é uma das mais antigas raças de cães e remonta a milhares de anos.

A primeira documentação de um criador ocidental afegão é a de um oficial inglês estacionado perto de Cabul. Os Afegãos Hounds de seu canil Ghazni foram transportados para a Inglaterra em 1925 e, em seguida, seguiram para a América. A raça foi reconhecida pelo American Kennel Club em 1926 e o Afghan Hound Club of America foi admitido como membro do AKC em 1940.

Zeppo Marx, dos Irmãos Marx, foi um dos primeiros a trazer Galgo Afegão para a América. No final dos anos 1970, a popularidade do cão disparou quando Barbie, que é responsável por mais de 80% dos lucros da Mattel, e Beauty, seu animal de estimação, Afghan Hound, encontraram seu caminho para as casas e corações de incontáveis garotas americanas. Durante esta mesma década, o desenvolvimento de competições de coursing lure acrescentou ao apelo da raça. Na década de 1980, o afegão se tornou uma estrela popular do show ring do AKC e, apesar de sua natureza independente, ramificou-se para a competição de obediência.

Tamanho do Galgo Afegão

Os machos possuem em média 68cm e cerca de 27 kg, e as fêmeas 64cm e cerca de 23 kg.

Personalidade do Afghan Hound

O Glago Afegão é normalmente um cão de uma pessoa ou família. Não espere que este cão vá cumprimentar seus convidados com empolgação. Provavelmente, ele os será indiferente, e embora alguns cães possam latir uma ou duas vezes quando um estranho entra em casa, esta raça não é conhecida por ser um bom cão de guarda.

O pensamento independente do afegão torna o treinamento um grande desafio. Este cão geralmente não é motivado por comida e não possui um desejo tão forte de agradar como muitas outras raças (Golden Retriever, por exemplo). Embora o afegão faça uma apresentação impressionante nos palcos, por exemplo, diversos treinadores profissionais já passaram por algum constrangimento por ele se recusar a cooperar. Mesmo assim, esta raça é conhecida por superar outras raças quando o poder de decisão fica por sua conta.

Fotos do Galgo Afegão